quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Bolos do mês #17

No mês de julho apenas fiz um bolinho decorado.
Podem estranhar porque antes tinha mais bolos para mostrar do que agora... se bem que já expliquei um pouco porquê... este ano consegui voltar a trabalhar na escola e com o horário de aulas, a deslocação (porque estive numa escola a 50 km de casa - portanto 100 km de viagem todos os dias) preparar materiais e testes, deixei de ter tanto tempo livre para os bolinhos! Em julho já estava um pouco mais livre mas decidi recusar muitos pedidos de bolos!!! Estou a precisar de uma pausa nesta área - apesar de adorar fazer bolos - porque trabalhar com os gostos e vontades (leia-se exigências!) de cada um é muito difícil, mesmo!!! Desculpem o desabafo, mas às vezes é preciso e faz bem à alma ;)

Portanto, deixei o bolinho de julho para partilhar agora.
Em agosto fiz o bolo de aniversário da minha tia e depois o bolo de aniversário do meu primo.
Aqui vos deixo estas três ideias, espero que gostem ;)

Bolo de aniversário de uma senhora: pão-de-ló com recheio de creme de ovos (receita). A decoração fiz em pasta de açúcar.

Este foi o bolo de que fiz para oferecer à minha tia no dia do seu aniversário: bolo de limão com recheio e cobertura de mousse de chocolate branco (a receita partilho em breve). Usei chantilly para a a decoração, bem como raspas de chocolate, pérolas brancas e gomos de limão.

Este foi o bolinho que fiz para oferecer ao meu primo no dia do seu aniversário, o moço adora pescar e lá lhe fiz um belo peixe para ele apanhar :) o bolo era bolo de chocolate (receita) com recheio de beijinho de côco e cobertura de ganache de chocolate. Para decorar usei uma ideia que vi num grupo de partilha de recitas no facebook (para dar o 'formato' de peixe) com os smarties :)
E prontos, foram estes os bolinhos decorados que fiz por cá nos últimos tempos. Vamos ver se para setembro há mais ;)

Salada de Pimentos Assados


Ora cá vos trago mais uma ideia com pimentos, tudo para poder participar no desafio Ingrediente do Mês (de que já vos falei) da Marta, do blog Intrusa na Cozinha.
Fonte: https://intrusanacozinha.blogspot.pt/2017/08/agosto-e-mes-de.html

Deste vez trago uma saladinha de pimentos assados, tendo usado um mix de pimentos mini que comprei no Lidl. Nunca tinha comido pimento amarelo ou laranja, o sabor achei igualzinho e também me dificultam a digestão (ao contrário do que se diz e do que eu estava à espera!).

Para assar os pimentos, e como estes era bem pequenos, fiz mesmo na chama da boca do fogão... mas, por norma, costuma assar os pimentos na brasa ;)

Vamos lá à forma como fiz esta salada:

Mix de pimentos 3 cores - cerca de 150 g
água qb para lavar os pimentos
1 dente de alho picado
azeite qb

Coloque os pimentos sobre a chama na boca do fogão (ou na brasa se o puder fazer), vá rodando os pimentos até toda a sua superfície estar preta e bem queimadinha.
Mergulhe os pimentos em água fria, deixe-os repousar uns 5 minutos e comece a retirar a pele (se estiverem bem assadinhos, basta passar os dedos sobre a pele do pimento, pressionar um pouco e sai tudo).
Lave bem os pimentos, abra-os e retire as sementes (e o pé do pimento também).
Corte os pimentos em tiras fininhas, regue com azeite a gosto, polvilhe com o alho picado e sirva como entrada ou como salada para acompanhar um peixe assado (adoro com sardinhas assadas).


Apreciem ;)

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Raia Alhada... à Moda de Olhão


Não sei se conhecem esta forma de cozinhar a raia, mas aqui na minha terrinha faz-se assim... e é um prato muito apreciado pelas gentes daqui e também dos que vêm de fora e provam ;)

Agora que tenho estado de férias, tenho tido mais tempo para fazer estas comidinhas e registar para partilhar aqui convosco. O meu 'forte' (isto é: o meu maior gosto) é fazer sobremesas e não tenho partilhado muitas receitas de pratos salgados por aqui... estou a tentar mudar isso ;)

Para tirara uma ideia de como se fazia, sim porque eu nunca tinha feito... é sempre a mãezinha que faz este tipo de comidas! Mas queria ser eu a fazer e fui pesquisar para ter uma ideia e juntar também aquilo que a minha mãe me disse ;) tirei uma ideia daqui: http://aapf.pt/raia-alhada-a-moda-de-olhao/

Bom, vamos lá à receita que fiz:

4 postas de raia (cerca de 400 g - podem usar fresca ou congelada, esta última têm de deixar descongelar primeiro)
6 dentes de alho
1 folha de louro
3 colheres de sopa de azeite
1 colher de sopa de vinagre
sal qb
batata cozida e feijão verde cozido a gosto (podem usar os legumes que quiserem, usei este porque era o que tinha e apetecia)
azeite qb para temperar

Lavar muito bem a raia, salgar e deixar assim por umas 2 horas.
Levar um tacho ao lume com água, colocar os dentes de alho pisados com a faca (pode deixar ficar a pele que depois sai), a folha de louro, o azeite e o vinagre.
Quando começar a ferver colocar a raia que deve ser lavada novamente.
Deixar cozinhar por uns 20 minutos (depende também do tamanho das postas de raia, se achar que precisa deixar mais tempo, então deixe ficar a cozinhar 30 minutos).
Retire a raia para um prato de servir (coloque também uns alhos no prato - por cá gostamos de os comer também!), junte as batatas e o feijão verde cozidos, regue com um fio de azeite e está pronto a servir.


Apreciem ;)

terça-feira, 29 de agosto de 2017

Frittata de Pimento e Chouriço


Neste mês de agosto é o mês do pimento no blog da Marta, o Intrusa na Cozinha. Podem ver mais sobre como participar neste desafio aqui.
Fonte: https://intrusanacozinha.blogspot.pt/2017/08/agosto-e-mes-de.html

Vou ser bem sincera, não sou grande fã de pimento (verdade!) - sofro um pouco de indigestão quando o consumo! - mas gosto de acompanhar uma bela sardinha assada com uma salada de pimentos assados (depois sofro, mas antes sabe-me bem eheheh). E, por norma, é assim que consumo o pimento: assado! Para variar e poder participar neste desafio da Marta decidi fazer então uma coisa diferente com pimento. Numa busca rápida em revistas que tenho cá em casa encontrei uma receita de uma frittata (coisa que nunca tinha feito!) e que levava pimento... então ficou decidido que iria experimentar :)
A receita original (fiz pequenas adaptações) vi na revista Continente Magazine de agosto de 2014.

Ficou muito boa, para primeira vez não ficou nada mal ;), e só tenho pena é de ter desaparecido logo (estávamos com fome!) e não ter tirado uma foto a uma fatia.

Bom, vamos lá é receita que fiz:

6 batatas médias (a receita original dizia 12!!!)
1 cebola
1 pimento vermelho
1/2 chouriço corrente (ou outro a seu gosto)
8 ovos
sal, pimenta moída e orégãos qb
azeite qb
4 colheres de sopa de queijo ralado (usei queijo da ilha)

Comece por colocar as batatas, como pele, num tacho, cubra com água e leve ao lume para cozerem até estarem fáceis de espetar um garfo mas que não se estejam a desfazer.
Escorra a água das batatas, deixe-as arrefecer um pouco. Retire a pele e corte em rodelas de mais ou menos 1 cm de espessura. Reserve.
Numa frigideira que dê para ir ao forno coloque a cebola cortada em rodelas, o pimento também em rodelas e um pouco de azeite. Refogue por uns 5 minutos.
Junte o chouriço picado grosseiramente e deixe refogar por mais 5 minutos.
Retire o refogado da frigideira e reserve.
Na mesma frigideira coloque as batatas dispondo-as de forma a cobrir todo o fundo (se necessário faça camadas de batata), verta a mistura de pimento sobre as batatas.
Numa taça coloque os ovos, o sal a pimenta moída e os orégãos a gosto, bata bem com um garfo e verta o preparado sobre a batata e pimentos que estão na frigideira.
Leve a cozinhar em lume brando por 12 minutos (vai ver que as laterais estão a cozinhar e no centro está ainda cru).
Retire do lume, polvilhe com o queijo ralado e leve ao forno, com a parte do grill ligada, a cerca de 180 ºC até o queijo estar bem tostado. E está pronto a servir :)

Apreciem ;)

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Hoje o blog faz 2 anos :) PASSATEMPO DE ANIVERSÁRIO

Fonte da imagem: http://4.bp.blogspot.com/-08KRSF5Di24/Tqb-oSdG-CI/AAAAAAAAAj8/27261QQYU9k/s1600/29-%2BPar.2.II.Dois%2Bv2.jpg 

Faz exatamente hoje 2 anos que criei o blog :) este meu cantinho onde partilho, com muito carinho, aquilo que vou fazendo por cá :)
É também com muito carinho que vos agradeço por estarem sempre por aqui, por visitarem, comentarem e seguirem este meu canto :) espero que cá continuem, pois eu espero cá continuar a partilhar as minhas receitas e ideias, das quais eu espero que vocês gostem.
Este blog é um hobbie, uma ocupação que gosto muito de ter pois adoro cozinhar e fazer trabalhos manuais... e se as minhas ideias poderem ajudarem quem por cá passa, ainda mais animação e motivação me traz :)
Faço um balanço muito positivo destes dois anos: o blog vai crescendo, conheci outros blogs que gosto muito de visitar e sigo regularmente e vou também acompanhando as pessoas que os escrevem (para mim são amigos/as,  não os conheço pessoalmente mas gosto de os ver a crescer e a fazer boas partilhas).

Muito obrigada a todos os que visitam :)

E é de coração que vos trago um pequeno passatempo, só mesmo um miminho que vos quero fazer, oferecendo-vos a oportunidade de ganharem umas coisitas muitos simples mas que sorteio de muito boa vontade. Então tenho para oferecer o seguinte:


- uma polpa tomate picante da Guloso
- três especiarias da Suldouro-Navires (orégãos, alecrim e pimentão doce)
- dois panos de cozinha com picô em croché feito por mim
- um pequeno livro com receitas bem apetitosas para experimentarem aí em casa
- um presente surpresa de comer, feito por mim :)

Para participar só têm de ir à página de facebook do blog, fazer gosto, comentar a publicação do passatempo e partilhá-lá... simples ;) têm até ao final do dia 3 de setembro para participar.

Espero que participem :)

Húmus


Se há coisa que gosto de ter sempre num almoço ou jantar festivo cá em casa é um belo paté. Acho uma ótima entrada, servido com bolachinhas de água e sal, tostinhas ou pão... é simples e não dá trabalho ;)

Desta vez optei por fazer um húmus, fiz mesmo o original com grão... mas já fiz esta receita com tremoço (porque havia quem não gostasse de grão) e correu igualmente bem.
Para temperar este húmus usei especiarias da Suldouro-Navires:


Esta receita retirei do site mundo de receitas bimby e fiz com a própria (mas podem fazer com qualquer robot de cozinha ou até uma picadora ou varinha mágica). Aqui vos deixo o link da receita original: https://www.mundodereceitasbimby.com.pt/acompanhamentos-receitas/hummus/w6pzlci2-96629-867345-cfcd2-bz8ugj4r

Para
Agora vamos à receita que fiz , lembrando que os temperos são a gosto (cada um pode colocar o que mais gosta, até ervas aromáticas frescas como a salsa e os coentros):

500 g de grão de bico cozido
1 medida do copo da tampa da bimby da água de cozedura do grão de bico - cerca de 125 ml (se usar o grão enlatado, reserve a água que vem com o grão)
1 dente de alho
2 colheres de sopa de pasta de sésamo - tahini (ou só as sementes de sésamo, como foi o meu caso)
40 g de azeite
1 colher de sopa de sumo de limão
1 colher de café de coentros em pó
1 colher de café de pimentão doce em pó
sal a gosto

Comece por retirar as peles aos bagos de grão de bico para que o húmus fique mais cremoso (aconselho a fazer este passo, mas se não quiserem um paté mais cremoso então podem não tirar as peles do grão).
No copo da bimby colocar o grão, o alho, o sumo de limão e as sementes de sésamo. Triture 10 segundos na velocidade 7.
Com a espátula baixar o que ficou nas paredes do copo e voltar a triturar 10 segundos na velocidade 7.
Adicionar o azeite, a água de cozedura do grão, o sal, os coentros e o pimentão doce (a gosto!). Triture 20 segundos na velocidade 5.
Com a espátula baixar o que ficou nas paredes do copo e voltar a triturar 20 segundos na velocidade 5.
Colocar o paté numa taça de servir, regar com azeite, polvilhar com pimentão doce e está pronto a servir.


Apreciem ;)

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Bolo Sem Ovos


Ora mais uma receita de um bolinho :)
Desta vez optei por fazer um bolo sem ovos!!! Por cá as nossas galinhas andam mais preguiçosas (estarão de férias?! ahahah) e não têm posto muitos ovos, então lá fui em busca de uma receita de um bolinho mas sem ovos... e não é que a minha mãe tinha logo duas receitas de bolos sem ovos! Escolhi a que me pareceu melhor, até porque ainda não tínhamos testado nenhuma das duas. A experiência correu muito bem, a massa ficou (para meu espanto) fofinha e o bolo bem saboroso. Parece-me que irei fazer este bolo mais vezes e variar nos sabores.

Aproveitem e experimentem aí por casa, já que se aproxima o fim de semana ;)


Vamos lá à receita, que é super prática e nem precisa de batedeira:

2 chávenas de chá de farinha com fermento
2 chávenas de chá de açúcar
1 chávena de chá de óleo
1 chávena de chá de leite morno
1 colher de sopa de canela em pó
1 colher de sopa de mel
1 colher de chá de fermento em pó
raspa de 1/2 limão

Numa taça coloque todos os ingredientes secos e mistures.
Adicione todos os ingredientes húmidos, misture tudo muito bem.
Verta a massa para uma forma untada e enfarinhada e leve ao forno a 175 ºC por 35 a 40 minutos (verifique se o bolo está cozido com o teste do palito).
Desenforme (por norma deixo arrefecer um pouco o bolo dentro da forma) e devore :)


Apreciem ;)

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Arroz de Lingueirão


Por norma partilho mais ideias de sobremesas do que pratos salgados... já notei isso, até porque a 'minha praia' são mesmo os doces ;) e nunca me aventura em coisas muito diferentes nos salgados, ou coisas que mereçam ser aqui partilhadas!

Mas agora que estou de férias vou fazendo mais comidinhas para o pessoal cá de casa, até porque sou a única que está de férias e, portanto, sou a cozinheira de serviço (às vezes!) ahahahah

Ora numa volta que demos à arca frigorífica encontramos uns saquinhos com lingueirões (daqueles mesmo bons e que a minha prima apanha) e que bem mereciam já ser usados :) já tinha feito este arroz de lingueirão e como tinha corrido bem, sugeri que o fizesse para uma refeição.

E cá está o meu arroz de lingueirão :) uma receita bem típica daqui do meu Algarve e da minha terra em particular (Olhão). A receita é da casa já há algum tempo, mas quando sou eu que faço coloco sempre um tempero que gosto muito: o açafrão, mais para dar uma cor do que sabor.
Ah, a receita original levava um pouco de pimento verde no arroz, como não tinha, não usei (também não sou muito fã!).

Vamos lá à receita que fiz:

1,5 kg de lingueirão com concha (se já tiverem só o miolo, então entre 500 a 750 g é a quantidade a usar)
água qb para cozer os lingueirões
1 cebola
2 dentes de alho
2 colheres de sopa de azeite
1 folha de louro
2 tomates maduros
2 colheres de sopa de polpa de tomate (opcional)
1 colher de chá de açafrão em pó (opcional)
5 chávenas de chá de água (2 da cozedura dos lingueirões e 3 de água normal)
2 chávenas de chá de arroz (usei do vaporizado por fica mais soltinho)
coentros frescos picados qb
sal qb

Num tacho coloque os lingueirões, junte água até cobrir metade dos lingueirões e leve ao lume. Deixe ferver por uns 15 a 20 minutos. Coe e reserve a água para usar no arroz.
Depois de frios, retire os lingueirões das conchas, corte-os ao meio e passe-os por água para tirar alguma eventual areia. Reserve.
Num tacho coloque a cebola picada, os alhos picados, a folha de louro e o azeite e leve ao lume para refogar.
Acrescente o tomate picado e sem pele, a polpa de tomate e o açafrão em pó e deixe refogar por uns 10 minutos, com o tacho tapado e mexendo de vez em quando para não queimar.
Juntar a água e deixe levantar fervura. Prove e veja se precisa de por um pouco de sal.
Juntar o arroz e deixe cozer uns 2 a 3 minutos em lume alto e destapado.
Decorrido este tempo baixe o lume e tape o arroz e deixe cozer por uns 5 minutos.
Adicione o miolo de lingueirão, mexa para misturar, tape o tacho e deixe cozer por uns 5 a 10 minutos (veja se o arroz está cozido).
Sirva de imediato, polvilhado com coentros frescos picados se assim gostar.


Apreciem ;)

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Pudim Flan


Mais uma receita de um pudim! É verdade! Por cá gosta-se muito de pudim :)
Para além de serem fáceis de fazer, é só deixar no forno a cozer e no dia seguinte desenformar... simples!

O problema de fazer muitos pudins é que parece que estou sempre a fazer o mesmo... por isso há que variar e experimentar receitas diferentes, como foi o caso desta que vi na revista Continente Magazine de julho (na revista era chamado de pudim flan da avó Dulce... mas achei por bem aqui deixar só como pudim flan).

Bom, aqui vai a receita deste pudim que foi devorado e disputada a última fatia ;)

1 litro de leite meio-gordo
1 casca de limão (grande)
1 pau de canela
10 ovos
400 g de açúcar
caramelo qb (receita)

Coloque o leite, a casca de limão e o pau de canela num fervedor e leve ao lume. Deixe ferver e retire do lume.Deixe arrefecer completamente.
Ligue o forno a 180 ºC com um tabuleiro meio de água lá dentro para cozer o pudim em banho maria.
Numa taça coloque os ovos e o açúcar e misture tudo com uma vara de arames (sem bater muito para evitar fazer espuma) até o açúcar estar dissolvido.
Adicione o leite, sem a casca de limão e o pau de canela, e envolva tudo muito bem.
Verta a mistura para uma forma de pudim bem untada com caramelo (seja generoso no caramelo para evitar que o pudim agarre à forma) e coloque no forno para cozer por 50 minutos.
Deixe o pudim arrefecer um pouco dentro do forno, depois retire-o e depois de arrefecer bem coloque no frigorífico (nunca desenforme o pudim logo depois de o cozer, vai desmanchar!).
Para desenformar retire o pudim do frigorífico, deixe descansar por uns 15 minutos cá fora, passe uma faca à volta do pudim (entre a forma e o pudim) e vire para o prato de servir (cuidado porque o pudim larga líquido, na verdade é o caramelo e a água que se liberta da mistura dos ovos e leite).
Agora é só devorar :)


Apreciem ;)

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Panquecas Americanas de Limão com Sementes de Sésamo Pretas


Se há coisa que gosto mesmo muito é de comer panquecas ao pequeno-almoço. São práticas de se fazer, rápidas e ainda quentinhas são uma maravilha :) gosto tanto que até as como sem qualquer topping!!!

Estas que vos trago hoje são uma versão da receita de panquecas americanas que encontrei no livro Prazeres Divinos da Nigella Lawson (para quem tiver o livro original, em inglês é o How to be a domestic goddess). Usei como base essa receita e depois acrescentei o limão (raspa e sumo) e as sementes de sésamo pretas.

Ah, uma coisa boa das panquecas (para além de serem uma delícia) é que podem deixá-las feitas no dia anterior, guardar no frigorífico e depois como quando for para comer é só aquecer uns segundos no microondas ;) também podem congelar as panquecas já feitas (faço isso muitas vezes) em conjuntos de 2 a 3 e depois é só deixar descongelar e temos um lanche pronto ;) só vos dou boas ideias :)

Bom, vamos lá à receita que fiz:

225g de farinha
1 colher de sopa de fermento em pó
2 ovos
30g de margarina derretida
300 ml de leite (usei magro, podem usar outro ao vosso gosto)
raspa e sumo de 1 limão pequeno
1 colher de sopa de sementes de sésamo preto
1 pitada de sal
azeite qb para fritar as panquecas

Numa taça coloque todos os ingredientes e misture bem com um garfo.
Leve uma frigideira anti-aderente ao lume, unte com um pouco de azeite (pouco mesmo) e frite colheradas de massa.
Deixe fritar 2 minutos de um lado, vire e deixe cozinhar 1 minuto do outro lado.
Repita o processo até terminar toda a massa.
Depois é só devorar: simples, com iogurte e doce (que foi o meu caso) ou com iogurte e mel ou outro topping mais guloso ;)


Apreciem ;)

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Paté de Tofu com Manjericão e Azeitonas Pretas



Depois de uma semanita de pausa para aproveitar as férias e recagerrar as baterias, cá estou de volta com as minhas partilhas :) e vocês, também estão de férias?

Esta receita fiz para receber uns amigos num jantar em minha casa, acompanhado de um pão escuro e com umas tostinhas. Foi apreciado e a receita logo pedida, por isso mesmo decidi partilhá-la também convosco ;)

Gosto muito de tofu, já aqui partilhei muitas receitas com este 'queijo' de soja mas nunca tinha feito um paté com ele.
Este paté é bem simples, saboroso e até pode ser usado com substituto de molhos em saladas ou para acompanhar massas (é uma boa ideia para tirar a maionese e tornar uma receita bem mais saudável).

A receita original vi aqui: http://www.tudogostoso.com.br/receita/91008-pate-de-tofu-com-ervas-light.html
Segui tal e qual como está, com a única diferença de que não usei o líquido que vem com o tofu para fazer o paté (tal como a receita original - só porque não gosto do cheiro e sabor desse líquido), usei leite de soja para dar o ponto no paté ;)

Aqui o paté ao lado de uma boa ideia de de decoração de mesa, bem simples e com umas conchinhas apanhadas numa ida à praia - ainda tenho esta mania, acho que ainda sou criança ;) - as velas são de citronela, bem úteis nesta altura do ano.

Bom, vamos lá à receita que fiz:

250 g de tofu
1/2 cebola pequena
1 dente de alho
10 azeitonas pretas
6 folhas de manjericão
1 colher de sopa de azeite
2 colheres de sopa de leite de soja (ou outro leite ou até água)
pimenta moída e sal qb

Lave o tofu e seque-o bem com papel absorvente. Esfarele-o e coloque no copo da bimby (ou outro robot de cozinha - se não tiver faça à mão, moendo tudo com um garfo, ou triture com a varinha mágica).
Junte todos os ingredientes e pique tudo por 15 segundos na velocidade 6.
Baixe o que ficou nas paredes do copo com uma espátula e triture novamente 15 segundos na velocidade 6.
Coloque em tacinhas e sirva bem fresco.

Apreciem ;)

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Tarte Fresca de Morangos


Mais uma sobremesa fresca que fiz para um jantar em casa dos meus pais :)
Desta vez o objetivo era gastar os últimos morangos que vieram da horta e um resto de doce de morango que me tinha oferecido.

O resultado final foi esta bela tarte, fácil e rápida de fazer.
Só tenho pena de não ter conseguido tirar uma foto a uma fatia :( desapareceu muito rápido eheheheh


Para o recheio usei esta ideia: https://eatmovemake.com/strawberry-cream-cheese-jello-pie/
E para a massa vi a receita aqui: http://www.joyofbaking.com/SweetPastryCrust.html

Bom, vamos lá à receita (que podem fazer com outras frutas):

Massa
195 g de farinha sem fermento
113 g de margarina à temperatura ambiente
50 g de açúcar branco
1 ovo
1 pitada de sal

Numa taça coloque a farinha e o sal e adicione a margarina. Envolva tudo com as mãos até obter uma massa tipo areia.
Junte o açúcar e misture bem.
Bata o ovo e adicione à massa, envolvendo tudo muito bem até obter uma massa homogénea.
Envolva em película aderente e deixe repousar 15 minutos no frigorífico.
Forre uma tarteira (a minha era pequena, com cerca de 20 cm de diâmetro) com papel vegetal e unte-o com margarina. Reserve.
Abra a massa com o rolo de massa sobre uma superfície enfarinhada, coloque na tarteira e ajeite.

Recheio
1 saqueta de gelatina de morango
225 g de queijo quark (usei o 40% M.G. do Aldi)
1 chávena de chá de água bem quente
1/2 chávena de chá de água fria
10 morangos cortados em rodelas

Sobre o fundo da massa coloque as rodelas de morango.
Numa taça misture a água quente com a gelatina e mexa até dissolver.
Adicione a água fria e o queijo quark e misture bem.
Verta sobre a massa da tarte e leve ao frigorífico por algumas horas até solidificar.

Cobertura
doce de morango qb

Espalhe o doce de morango, fresco, sobre o recheio da tarte e sirva a tarte bem fresca.


Apreciem ;)

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Bolo de Café


Ora mais um bolinho :) ao pequeno almoço por aqui tem de haver sempre bolo!
Desta vez fiz um bolo de café.

A receita é da página mundo de receitas bimby e, na verdade, era um bolo moka... com aquele creme de manteiga e café para rechear e cobrir o bolo... mas como o bolo foi para comer de manhã, não fiz a parte do creme.
Aqui vos deixo o link da receita original (onde podem ver a receita do creme se o quiserem fazer):
https://www.mundodereceitasbimby.com.pt/bolos-e-biscoitos-receitas/bolo-moka/c3ewzbxm-af812-708432-cfcd2-4h788v4i

Para o bolo da foto fiz apenas meia receita (não posso fazer bolos muito grandes porque 'enjoam' o bolo ao fim de uns dois dias e também porque o bolo depois seca!) e usei uma forminha nova que comprei e que é tipo forma de queque gigante - tão fofinho :)


Bom, vamos lá à receita que fiz com a bimby (mas que podem fazer usando a batedeira se for o caso de não terem bimby):

320 g de açúcar amarelo
6 ovos
100 g de óleo
60 g de café preparado forte à temperatura ambiente (usei 20 g de café solúvel e depois adicionei água morna até perfazer as 60 g)
320 g de farinha com fermento
1 colher de chá de fermento em pó

Comece por colocar o açúcar no copo e pulverize 10 segundos na velocidade 9.
Coloque a borboleta no copo, junte os ovos e programe 6 minutos na velocidade 4.
Adicione o óleo e o café e envolva 10 segundos na velocidade 4.
Junte a farinha com o fermento e envolva 15 segundos na velocidade 3.
Coloque a massa numa forma untada enfarinhada e leve ao forno para cozer a 175 ºC por 35 a 40 minutos (veja se o bolo está cozido com o teste do palito - o meu ficou muito cozido, uma distração e lá ficou o bolo seco! Mas de sabor estava bom).


Apreciem ;)

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Legumes Assados


Ora hoje, e porque é 2ª-feira e há que começar a semana com calma (muita cama!!!), trago uma ideia bem simples para fazerem um belo acompanhamento de um prato.
A ideia para fazer este legumes surgiu porque tinha muitos tomatinhos cereja para gastar (ainda tenho... socorro: já não sei o que fazer a estes frutos!), courgette para acabar e umas mini abobóras hokkaido que este ano plantei na nossa horta (acho-as tão fofinhas). Tudo produção caseira, uma maravilha :)


Ah e estas abóboras são muito boas: bem doces e desfazem-se tanto (até parecem batata doce). Antes de ir ao forno era este o aspeto (podem ver que os legumes reduziram bastante de volume):


Bom, vamos lá à forma como preparei estes legumes:

200 g de tomates cereja
1 abóbora hokkaido pequena (ou 2 minis :))
200 g de courgette
sal, azeite, pimenta moída e ervas aromáticas a gosto (aqui usei uma mistura de ervas de provence da margão - mas já fiz também com alecrim e fica muito bom)

Lave os legumes, arranje a courgette em meias luas grossas (deixei a pele mas podem tirar) e a abóbora em fatias grossas.
Coloque tudo num tabuleiro, tempere com sal, pimenta moída e ervas de provence (ou outras do seu agrado), regue com um fio de azeite (não coloque muito, quando os legumes estiverem a assar pode adicionar mais azeite se achar que faz falta) e leve ao forno para assar a 200 ºC (depende do seu forno) até estarem bem 'cozidos' e tostados.

Apreciem ;)

sábado, 5 de agosto de 2017

12 Lanches Saudáveis - para comer em casa ou levar para a praia :)


Ora agora com as férias vai-se mais à praia :) e é difícil resistir às bolinhas de berlim que tanto se apregoam por lá... certo??!!

Bom, para combater isso (e porque tenho de perder uns quilitos!!!) ando sempre com uns lanches saudáveis no saco... é óbvio que se o vizinho do lado compra uma bolinha (ou as pessoas que vão connosco... grrrrrr!!!!) ficamos de água na boca, mas se forem como eu que me obrigo a comer o que levo de casa... então estes lanches são uma ótima ideia ;)

Ora podem sempre levar só fruta para a praia, mas que sabe bem (principalmente se lá ficarem o dia!) ter outras coisas no saco térmico para petiscar, lá isso sabe ;) 

Todos os lanches que estão na foto acima são receitas já aqui publicadas no blogue. Por isso mesmo têm de seguida a listagem dos lanches que escolhi para esta primeira edição de lanches saudáveis :) espero que gostem das ideias (se assim for, posso fazer mais compilações ;)), que são perfeitas para pequenos e graúdos:



3 - Gelatina com Iogurte (esta da foto é de limão com iogurte grego, mas podem mudar à vossa vontade e gosto)


5 - Gelatina com Fruta, Iogurte e sementes de Chia (os sabores são ao vosso gosto)





10 - Panquecas de Cenoura e Coco (sem glúten)



Há mais ideias pelo blogue e, se quiserem, posso fazer outra lista com receitas simples, fáceis e saudáveis para os lanches na praia ;) 

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Flatbread Simples


Nunca tinha feito este tipo de pão, farto-me de o ver replicado nos episódios do Masterchef Austrália... desde o simples (como este que fiz, como o de alho e ervas, iogurte e outros temperos).
Ora tinha feito um paté e foi a desculpa perfeita para experimentar este pão: paté com flatbread é uma delícia :) e uma boa opção para quando não temos tostinhas por casa ;)

Fiz uma pesquisa pela internet e, das imensas receitas que encontrei, fiz esta:
http://www.veganricha.com/2015/11/herb-garlic-flatbread-recipe-no-yeast.html
Segui a receita mas fiz a massa simples, para ver se ficava boa, sem usar as ervas aromáticas e o alho tal como diz a receita... isso fica para uma próxima vez ;)
Podem fazer esta receita e obter dois pães diferentes: se fizerem a massa mais alta então obtêm um pão mais gordinho e fofinho, se fizerem a massa mais fina então ficam com um pão mais fino e estaladiço. Fiz a última opção, mas aqui é ao gosto de cada um ;)


Vamos lá à receita que fiz:

1 chávena de farinha sem fermento
1 colher de chá de fermento em pó
1 colher de café de bicarbonato de sódio Suldouro-Navires
1 pitada de sal
2 colheres de sopa de azeite
3 colheres de sopa de queijo quark (ou iogurte)
2 colheres de sopa de leite
1 colher de sopa de sumo de limão
azeite para untar a frigideira

Numa taça coloque todos os ingredientes secos, misture e reserve.
Noutra taça coloque os ingredientes líquidos, misture-os bem e adicione aos secos.
Envolva tudo muito bem até obter uma massa homogénea (se estiver seca adicione um pouco de leite até dar o ponto; se estiver muito mole adicione um pouco de farinha até dar o ponto).
Tape a massa e deixe repousar por uns 15 minutos.
Divida a massa em 4 partes iguais. Estique cada uma delas sobre a mesa enfarinhada e usando um rolo de massa, até obter um disco de massa fina.
Leve uma frigideira anti-aderente ao lume, unte com um pouco de azeite (pouco mesmo - pode espalhar com um pincel ou um guardanapo de papel), coloque um disco de massa para assar e deixe ficar por 2 minutos. Vire e deixe cozinhar por 1 a 2 minutos.
Repita o processo com a restante massa.


Apreciem ;)